sábado, 20 de maio de 2017

Momento propício

Viajar, quem não quer?
Poder escrever sobre outros lugares,
ter outras fontes de poetização,
pois, até agora, só os livros,
E ficam cada vez mais escassos, meus olhos
estão fracos, e a leitura já não me atrai muito.
Pensamentos alheios nos deixam alheios á nós mesmos.
Ha tanto para descobrir aqui dentro, que o que
está lá fora é puro exagero.
Eu vivo de meio termo, não suporto estômago cheio,
Dá uma preguiça!
Nem mesmo no amor eu exagero, gosto de sentir, mas não
gosto de sofrer ao sentir.
Sabe quando uma andorinha sai a voar, mas, ela não voa muito?
Guarda toda a sua energia para quando está para chover e o vento
se torna sua força. Então, eu sou igual, gosto de me sentir bem,
e também guardo minhas energias para quando posso
estar de acordo com o momento certo.
Herta Fischer