domingo, 29 de setembro de 2013

Páginas amarelas.

Se eu pudesse ser um livro,
que alguém pudesse ler.
Muto poderia aprender,
pra que não precisasse sofrer.
A vida, assim como um livro,
tem começo, meio e fim.
Passamos tanto tempo,
sonhando sonhos impossíveis,
tendo a  realidade ás mãos, e é bem assim.
Escrevemos estórias, mas não queremos estar na história,
desenvolvemos algemas para nossos próprios pés.
somos tudo, somos nada, somos sombras e ilusões.
Corri o tempo todo, atrás de compromissos,
não aproveitei meu tempo como deveria,
e agora, estou a correr para viver.
Vivendo de esperança e fé.
O pomar empobreceu,
o jardim se desgastou,
os anos passaram,
só saudade é o que restou.
Mas, ainda há um tempo,
pra reparar meus erros,
para fazer de todo bem, o meu acervo.
Vou um pouco mais devagar,
para ver o sol nascer,
e fazer dos meus sonhos,
a alegria de viver.

Herta Fischer.


sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Corda esticada

Terminou o meu dia, então eu olhei para trás.
Foram tantas lembranças, que o meu coração tremeu.
Só lembranças do que deixei, do que vivi,
então, via minhas esperanças escorrerem sobre os vãos dos meus dedos,
não havia mais tempo.
Encostei-me sobre o umbral das lágrimas, e quase me desfaleci.
É triste querer e não mais poder,
a linha esticou de tal forma,
que quase arrebentou.
Na minha estrada não havia mais flores, só espinhos a espreitar.
Deitei-me na cama desgastada, e sobre lençóis rasgados eu dormi.
Fieis foram os anos, sobre a infidelidade dos meus sonhos que não brotou,
e eu fiquei entre a realidade e um cochilo, assim, muito perdi.
Só damos real valor no tempo, depois que ele sem graça passa por nós,
espera que o desfrutemos, nos mostra seus sentimentos, e nós o deixamos passar.
Quando não há mais estradas, quando não  temos muito tempo,
é que percebemos o quanto é importante olhar mais para as flores.
Compreendi então, que o mais importante da vida, não é o ganho, não são os amores,
são as pessoas que passam por nós.
Com elas deveríamos ser felizes, sentir-nos realizados, mesmo que a presença fosse só por um lampejo de tempo.
Porque o tempo nos desgasta, e o que sobra no final?
Um montinho de incertezas e na boca um gostinho de quero mais!
Herta Fischer





segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Melhor mesmo é estar de fora.

Esperei em vão,
por mudanças que nunca aconteceram.
Esse mar de lama em forma de política,
afundando a gente e as gentes.
Que mal fizemos para merecermos um país agregado á outros,
sobre o modelo da falsa liberdade.
Tiraram o poder dos militares para que um mal maior pudesse entrar.
Nossos jovens estão sendo descartados como papéis sem valor,
e no lugar da serventia, se jogam, ou são jogados no lixo.
Sem deveres, sem trabalho, sentem-se inúteis.
Nem todos temos a mesma aptidão,
mas, com muitos sonhos construímos alicerces.
Onde esta a pureza das crianças, que dentro de uma família feliz,
podiam brincar nas ruas, ou serem bem tratadas nas escolas como gente, e não como bichos?
Por que tanta violência?
Por que tanta ineficiência?
Se escolhem os melhores perfis para ocupar um cargo?
Não deveria ser o contrário?
Tá tudo errado!
Só o dinheiro é quem manda, e que comanda, o ser humano não tem mais valor.
O povo pensa que escolhe o seu governo, mas, quem escolhe são eles.
Tanto faz, ganhar um ou outro, se no final, fazem alianças e ninguém sai perdendo, a não ser o próprio povo.
Engano puro, pensar que ao sair as ruas, alguém ouve os seus gritos,
é como os cães raivosos, que ao seu primeiro uivo, já estão mortos.
Tanta coisa a se fazer, e eles pensando no próximo capitulo, se continuam ou não no poder.
Obscuro é esse mundo politico, que as vezes melhor mesmo é não entender.
Não é dinheiro que falta, o que falta é vergonha na cara. É honrar com os compromissos assumidos, e fazer um bom trabalho pelo salario que se recebe.
Para qualquer lugar que vou, encontro gente mau humorada, trabalhando sem vontade, enquanto muitos que tem vontade de trabalhar se encontram fora do mercado, descartados, só por não serem psicopatas.
Enjoada, enojada, com tanta corrupção, neste sistema falso, de áureas putrificadas.
Ainda encontro forças, pois sai deste sistema, de encontrar desculpas, pros indesculpáveis, de deixar morrer o meu dia, por ainda acreditar nos homens.
 Herta Fischer.
















domingo, 22 de setembro de 2013

Luz da minha vida

Para hoje eu só peço a Deus,
que desça sobre mim, as bençãos do céu,
sobre um azul singelo, eu espero.
Que de dia em dia,
esse azul se intensifique,
e que meus braços se tornem em abraços.
Não quis ser sombra,
mas, sobre a sombra dos braços
de Deus eu descansarei.
Sobre as águas do teu amor,
se me revela o esplendor
do amor.
Que as luzes possam sobreviver,
neste mundo cruel,
onde os homens do poder,
usam armas.
para matar,
e mesmo as vezes, sem armas,
fazem os seus estragos.
Fiz da minha estrada,
um lindo pomar,
para que os que por elas passarem,
possam matar sua fome de amar.
Não quero muito, não espero nada,
pois do bem viver,
o meu recanto me basta.
Herta Fischer.




sábado, 21 de setembro de 2013

Ao acordar pode ser tarde.

Sinto-me feliz por ter alcançado com palavras lugares tão distantes,
e agradeço sempre a Deus por me sentir viva e bem.
Sei que sou muito simples,  não uso palavras sofisticadas, embora creia ter um vocabulário muito rico, não adianta usar palavras para enfeitar uma escrita, o mais importante é escrever textos simples, onde a maioria consiga interpretar.
Não escrevo para me tornar uma outra pessoa que não seja eu mesma.
E quando coloco palavras no papel, vai com muita emoção, tantas, que as vezes chego a chorar.
Sou dona de casa, e uso a escrita para tornar meu tempo mais precioso, não que minhas tarefas domésticas não o sejam, mas, é através da escrita que realmente me realizo.
Escrevo desde os seis anos de idade, leio muito, me inteiro das coisas que acontecem no mundo, sou pobre materialmente, mas muito rica em instrução, não vou pelo que os outros falam, não tenho preguiça de tentar tirar dos livros toda a sua essência para formar minhas próprias conclusões.
O mundo, a lida, as pessoas, enfim, são uma enciclopédia aberta, basta que não tenhamos preguiça para raciocinar, e  assim aprendermos vivendo e observando.
Tiro muitas lições da natureza, porque a natureza em si, também é um livro aberto e cheia de bons exemplos.
Em especial, os pássaros, gosto muito de observá-los.
Eles não fazem para si muitos ninhos, não tiram do outro a liberdade de estar, ou de cada um ocupar o seu lugar, eles  usam o seu espaço, onde fazem seus ninhos, colocam seus ovos e criam seus filhotes.
Dominam apenas numa pequena área, e mesmo assim, gostam de dividir seus espaços aéreos, sem a preocupação excessiva de domínio.
Diferentemente do homem, não  acumulam para si muitas coisas, vivem do necessário, esperam em Deus, e vivem felizes com seus cantos magníficos.
Não deixam heranças. á não ser na educação, onde ensinam seus filhotes a arte de sobrevivência através de seus exemplos.
O homem em si tem tudo, só não sabe usar metade de sua inteligência, pois se realmente quisesse viver feliz, não se preocuparia tanto em acumular bens, sendo que de pouco ele precisa, deveria se inteirar de que os filhos precisam passar por experiências para se tornarem homens de bem.
Todos nós nascemos para trabalhar, para sobreviver, só que vamos muito além, não somos capazes de fazer o que nos basta, geralmente, queremos mostrar  a nossa competência aos outros, através dos acúmulos.
Sendo assim, nunca nos saciamos, sempre dispostos a querer mais e mais, e assim, vamos perdendo um precioso tempo para buscar mais do que o necessário, deixando de lado o tempo para  suprir a necessidade espiritual, ou quanto muito, pela  consciência pesada, buscamos consolo, ou tentamos pagar  dividas, esquentando banco de templos.
O dever espiritual está em conviver bem com a família, estar disposto  á colaborar com o crescimento um do outro, ensinar regras bem definidas aos pequenos, moldá-los a honestidade, ensinando-os a sobreviverem quando adultos, sem a interferência dos pais.
É desse dever que Deus fala.. do dever da compreensão do amor para com os de fora, mas, muito mais efetivo seja esse amor pelos de dentro.
A responsabilidade de cada um, seja da mãe, ou seja do pai, ou dos dois em conjunto, não é simplesmente preparar um lindo e bom lugar para que os filhos cresçam, e sim, prepará-los para a vida, para agregação de valores dentro da sociedade, para que eles possam viver bem dentro e fora do lar.
Mas, infelizmente, minhas palavras só vão fazer efeito quando os habitantes do mundo perderem toda a referência de si mesmo, e contemplarem sem poder fazer nada, a violência dos homens, fabricados por nós mesmos!
Herta Fischer.









sexta-feira, 20 de setembro de 2013

O que é feito já esta feito

Não vivi tantas horas, para desperdiçá-las ouvindo palavras em vão.
No silencio das minhas meditações encontro meus alentos, na pureza das minhas palavras vivo melhor.
E que se danem os que me acham chata por ser quem eu sou,
não perco o meu tempo falando mal de pessoas que mal conheço.
tento me inteirar das coisas que realmente se tornam úteis em meu dia-a-dia.
Não quero ser um planeta, prefiro ser uma estrela, pois em conjunto se brilha melhor.
Quem quiser seguir comigo, a minha estrada é ampla, mas, na recusa, eu sigo muito bem sozinha,
Não me importo com a velhice, nem com a inocência, nem com o nascer, nem com o morrer,
pois tudo isso é vaidade.
Para mim não há diferença no amanhecer e no anoitecer, pois continuo vivendo, até o dia da despedida, onde fecharei os meus olhos para a insignificância do mundo.
Não posso ser diferente, nem mudar meu D.N.A. O que esta feito já está feito.
Não vou me comprometer na ilusão do se pode, porque o que realmente posso, é ser quem eu sou.
Construí meus alicerces, com o trabalho das mãos, no suor do meu rosto ainda posso criar, sem que para isso, modifique o meu pensar.
Tem gente que gosta da infelicidade, vivem buscando razões para sofrer, e por mais que mostremos um melhor caminho, se negam á retornar.
Mesmo sabendo que o mundo passa para todos, se recusam a acreditar, e ficam se debulhando em lágrimas por ações obvias do tempo.
Esperando por grandes milagres, vivem á procura do nada...Nascer é um milagre, viver é um milagre, continuar é o maior dos milagres.
Aceitar os planos da vida, no decorrer do tempo, entre ganhos e perdas, entre a razão do despertar, e a ilusão de quem sonha, vitoriosos ou não, cada um cumpre em si mesmo os seus desígnios....
Não há vida após a morte, não há morte sem a continuação da vida, pois primeiro precisa morrer, para depois renascer....

Herta Fischer.



quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Desabafo

Ai, esses modismos, de dia não sei do quê?
Como se a paz dependesse de um dia em especial, ou de uma caminhada para a paz. Isso não existe!
Combata a extrema vaidade que há em si, que a paz acontece.
Ninguém quer dar o braço a torcer...Para nós, o mundo inteiro anda errado, só nós é que somos bonzinhos e andamos na certeza...
O que os homens querem não é a paz, eles querem poder para domesticar, para escravizar, para tirar proveito do inocente.....
Ah, mundo!
Mundo da podridão........
Herta Fischer.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Não tenha medo!

Olhe para traz!
ninguém vive de passado.
Mas, você não tem a sensação de que...
muitas vezes poderia ter feito... e não fez..
poderia ter falado e não falou?
Se pudesse voltar no tempo,
mudaria alguma coisa,
ou faria tudo igual?
Hoje... você pode!
Hoje, há uma escolha,
pelo tempo á sua frente.
Então, engula o teu orgulho, e faça
o que precisa fazer,
porque o amanhã,
talvez nem chegue,
o tempo é "AGORA"
Não fique se perguntado,
se dará certo ou não.
Isso não se pode responder,
mas, se viver alienado ao medo,
ai, mesmo é que
o sofrimento
se multiplica.
Herta Fischer.

Veja...sou eu!

Porque você não olha nos meus olhos?...
dentro de mim há muito que se ver,
Sou pequena, mas, não inútil,
só procuro um espaço para pode estar,
definitivamente, em seus pensamentos.
Não sou artista de palco,
mas, sou artista da vida,
solitária vivo o espetáculo,
de todos os dias ao meu alcance,
Difícil criar, mais difícil ainda,
é não encontrar bons olhos pra ver.
Na solidão dos meus dias,
que se passam devagar,
seria tão bom preencher,
todo espaço das minhas ilusões,
com suas doces cancões.
Herta Fischer.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Ilusões

Ilusões, que a vida me deixou,
ilusões...me fizeram assim.
Incompleta, inconstante.
vaga-lume viajante,
entre as feras descabidas,
que em par querem estar.
Ilusões, que a vida me deixou,
ilusões, que me fizeram assim.
Meio fera, meio louca,
espumando pela boca,
sem razões para amar.
Ilusão, só ilusões e o final,
esperando pela aurora boreal,
estou agora, só na moral.....
Herta Fischer.

Abra caminho

O seu amor mudou meu mundo,
virou de cabeça para baixo, e agora o que que eu faço,
para voltar em meu lugar.
Se as coisas que vejo,
já não tem mais graça, e de você só pirraça,
então me entrego
na cachaça.
só pra ver meu mundo girar.
Porque veio,
se realmente não me queria,
jogou em mim um balde de água fria,
só pra me ver chorar.
Que ganho tem com isso?
se não tem sentimento,
e não quer compromisso,
e não quer me amar.
Pega seu relho amada,
saia da minha estrada,
e deixa outra passar.....
Herta Fischer.

Ser ou não ser

Ah, se eu fosse um pequena flor do deserto, ninguém de mim, faria conta.
Como sou lírio a beira da estrada, muitos passam e riem da poeira escamada em minhas pétalas.
O branco se faz marrom, e minha cor desbotada esconde o que realmente sou.
Nem de longe, nem de longe, sou conhecida, pois os homens só veem o que quer,
consagrando-se a si mesmos na ilusão dos que se acham.
Não quero que me vejam, aqueles que não sabem interpretar nem um bom começo, nem um meio, nem tão pouco um fim.
Pois sou a soma de todos os sonhos, sou uma estrela cadente, que de tão pequena,
nem aparece.
Dou a mão a palmatória aos fortes e poderosos, os que buscam e nada tem, os que procuram e nada acham,
eles morrem na loucura do desperdício, enterrados em seus acúmulos, nem percebem que tudo passa.
Eu de minha parte vou encerrando, prefiro mil vezes ser o que eu sou, e não ficar pondo tropeços no caminho de ninguém.....
Herta Fischer.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Lembranças

Cá estou eu mais uma vez, empanturrando meu blog com pensamentos..

Eu não vivo de passado, curto muito o hoje, mas, tenho tantas coisas boas que ficaram no passado e que me faz bem lembrar.
Pessoas e situações fizeram dos lugares que estive, o melhor lugar, pérolas inesquecíveis.
Saudades do leito simples, acolchoado de capim e de marcelas, numa casinha esburacada, coberta pela luz do luar timidamente entrando pelas frestas.
Sem luxo e sem janelas, mas, lá fora, a imensa janela do mundo, se abria num sorriso único a nos saudar.
Quanta vida, quantas cantigas, de cigarras, de grilos e de pássaros!
Quanto amor de meus pais, quanto cuidado, quanta honra em existir.
Sorriso fácil á luz da manhã, sonhos realizados na magia do despertar, gente de bem a nos rodear.
Alegrias sem fim ao ser criança, sem televisão, sem rádio, só no som de contos contados, no amanhecer de minha história.
Sinto falta de amigos, ao  lembrar do meu passado, quando tudo era mais simples.
Petecas de palhas de milho, caçar vaga-lumes á noite, bonecas da imaginação, tão difícil esquecer.
Meu grande pé de ingá, que me fornecia os frutos em seus mais altos galhos, só para nos proporcionar divertimento.
Meu pai com a enxada nas costas, como correntes de formiguinhas, em fila íamos cantando, um atrás do outro, sem medo de ser feliz.
Em dias de festa, o que não era tão raro, encontrávamos com muita gente, todos tão educados, convidando á dançar, sem malicia, sem intensão nenhuma, era bonito de se ver.
Meu pequeno mundo perfeito, pena que tudo passa, que a gente cresce, que as pessoas mudam, que de tudo que vivemos, quase de tudo se esquece.
Pena que o tempo nos endurece,  que o amadurecimento trás preocupações que estragam a pureza do que fomos quando criança.
Da alegria de ontem, só recordações, dos homens valentes, hoje só ilusões, da mulher em santidade,  nem mesmo imitações.
Eu posso dizer com a boca cheia.. vivi o tempo das luzes. vivi o melhor tempo, as coisas eram difíceis, os pais eram rígidos, mas, havia tanto amor, que chega a doer nas lembranças.
Tão apagada agora eu vivo, tão sem ninguém , mesmo estando todos juntos, não há mais alegria, não há mais soma, só competições.
Me sinto um animal acuado, de rédeas curtas amarrada no arraial do descaso, sem vontade, sem rumo, numa cidade de pedras, como o coração dos seus habitantes,
Da minha casinha, só sonhos, do meu abrigo singelo só lembranças, do sorriso de criança, só o amargor do presente, dolorido, mal vivido, só comendo, bebendo e dormindo, trabalhando para sobreviver.
Contas pra pagar, coisas a fazer, novelas bobas pra se ver, nenhum consolo, só pranto.
Poeiras pretas, respiração tropega, muitas janelas e nada para se ver. Muitos conhecidos, nenhum amigo, um abrigo sem alma, sem cânticos, no silêncio da amargura das ruas.
Voltar ao presente é uma tortura, dou de cara como silêncio, pois agora ninguém tem tempo, nem sequer para olhar para mim.
Só muro e mais muros, separando-me da alegria de estarmos vivendo todos juntos... juntos, mas, separados pelos piores muros da incompreensão.
Perdão pelo desabafo... Vou indo, tenho que seguir em frente, tenho que lutar cada dia para que possa das boas lembranças, tirar forças para continuar sozinha....
Herta Fischer.











Dia

No verso do dia escrevo mais uma linha,
com a caneta do sonho invisível.
Não num sonhar relativo,
mas, num sonhar concreto,
que de dia se mostra possível.
Herta Fischer.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Ego

Porque algumas pessoas desistem?
Por não ser suficientemente forte para sair do buraco em que se meteu!
Todas as vezes em que nos apaixonamos ( o nome já diz tudo. Paixão.)
nós nos colocamos de cabeça e alma, esquecendo-nos de que fomos criados diferente dos animais, mas o que acontece conosco não é diferente do que acontece com eles.
Todo esse ensejo de se juntar a um parceiro(a), é pela beleza que escolhemos, e neste momento a razão deixa de existir e o nosso ego nos controla. Uma vez, escolhido(a), não aceitamos recusa, por não sabermos controlar sentimentos, não o que sentimos para com o parceiro(a), mas o sentimento que temos por nós mesmos.....Por causa disto, sofremos tanto, não tanto pela perda, mais pelo desprezo em si. sendo difícil para nós aceitarmos uma recusa. Com a recusa sempre nos apaixonamos mais.
Herta Fischer.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Lembranças

Na continuidade do tempo, ficou esquecido,
quase apagado,
mas, as luzes se acenderam na memória, 
e você voltou quase que imperceptivelmente,
a fazer parte das lembranças.
Não sei se foi de momento, 
não sei se foi eterno,
só sei que foi real,
assim como esta dor de saudade,
que insiste em voltar.
Ande por onde andar, faça o que tiver que fazer,
mas, nunca se esqueça que te amei.
E que esta marca sua,
que ficou impregnada em meu coração,
possa também ser a sua marca,
mesmo que não seja de amor,
mas de uma doce amizade,
porque, para mim,
valeu a pena....
Herta Fischer.

Se quiser, ainda está em tempo.....

Se não quer mais me ver,
só lhe peço que se cuide.
Não se aventure a procura do tudo,
pois o seu tudo estava em mim,
e você deixou passar.
Se algum dia, por acaso,
encontrar um novo amor,
e em mim pensar,
na hora em que perceber,
que era a mim que queria,
não se esforce para dar o seu amor,
volte a procura daquilo,
que deixou sem perceber,
que estava em mim,
e era tudo o que eu tinha,
e que você levou, e negou,
A alegria do meu viver.
Herta Ficher

domingo, 8 de setembro de 2013

Dona do tempo

Ah, se eu pudesse apenas colher as horas, 
em punhados e punhados pudesse fazer um dia só meu.
junto com o seu,
e que este amor fundasse o necessário,
que de amores o preenchesse.
Se este dia se fizesse para sempre, sol.
Se este amor se fizesse para sempre, sempre amor.
Que vivêssemos o dia como uma eternidade
a descobrir. que na intimidade de quem ama,
o desejo apenas completasse,
esse sentimento de que,
para quem ama ,
o tempo não existe.......
Herta Fischer.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Me perdoa!

Eu já me perdoei por meus erros e fracassos,
só não me perdoei pela felicidade que não consegui te dar.
Você passou, e o amargo que ficou, apenas me faz pensar,
que poderia ser diferente,
se eu realmente tivesse te amado mais
que eu mesma...
Ter te conservado em minha mente,
mesmo com outros afazeres.
Mas, no momento, minha cruz eu quis levar,
na solidão de quem faz sozinho,
duvidei do seu carinho,
duvidei do teu amor,
e me virei sozihno,
até te perder e sentir,
que era meu único caminho....
Herta Fischer

Cada coisa em seu lugar

Eu sei, eu sei!
 Na juventude é muito sonho..
E todos vivem nos dizendo: Corra atrás dos seus sonhos!
Pra falar a verdade, particularmente eu nem acredito nisso.
O que eu acredito, é que devemos procurar o nosso melhor dom...todo mundo tem um!
A partir dai, são só esforços...Ninguém tira os pés do chão sem força de vontade, ninguém chega a lugar algum, sem planejar para onde quer ir.
Pode verificar, até para se formar as cores é necessário usar as três primárias.
Cada ser, seja grande ou pequeno, nasce para um determinado fim,
Pra que um se complete no outro...E se completando, crescem e se desenvolvem.
O que nos distrai do nosso objetivo principal, geralmente é a arrogância com que  procuramos pelo nosso próprio conforto, sem a devida preocupação com o conforto alheio.E ainda cultuamos a preguiça de procurar pelo dom supremo que Deus distribuiu a cada ser.
E que, por esperar pelo mais cômodo, deixamos de viver o necessário, para buscarmos a ilusão do extraordinário.
Dizem que se a árvore está carregada de frutos, não nos é muito atrativo o fruto, mas, na escassez, todo fruto é doce.
Então, perdemos muito tempo buscando a doçura nos frutos proibidos ou inalcançável, quando o mais doce é aquele que temos a mão.
Devemos então nos despirmos de nós mesmos em favor do próximo, em favor da justiça, e procurarmos em nós mesmos o melhor dom.
Nem todo fruto é doce, alguns são amargos, outros azedos, outros ainda sem sabor, mas, todos fazem parte de um todo, segundo o dom que o próprio Deus concedeu a cada um....
Herta Fischer.

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Fé....força... e foco

Não adianta procurar por aquilo que não perdeu..
nem saborear quando não se tem nada na boca,,,,
Nem precisar quando já se tem tudo,
nem escutar quando se tem a mente em direções contrárias.
Não adianta reclamar por algo que não te pertence,
nem tolerar quando se quer descartar,
nem sofrer por coisas que não pode mudar..
É pura perda de tempo, querer ser o que não se é, ou querer fazer o outro sentir o mesmo que a gente sente....Ou ainda querer que pense com a nossa cabeça...
Creia... Deus é o Deus do possível... Pois para tudo Ele tem uma resposta....Basta que tenhamos a coragem para compreendê-lo.....
Herta Fischer.

Dia!

Todos os dias são santos... algo se inicia, ao mesmo tempo que outro algo termina...E é assim o ciclo da vida..Não dá para se programar sem antes contar com os acasos...De repente o que era já foi... 
E quando menos se espera.. tudo se renova, sem que percebamos..São flores se abrindo, e secando, são lágrimas caindo e sorrisos se abrindo... Em cada canto uma estória, em cada movimento um espetáculo...Em cada coração, a esperança de ser amado, mas, não se esqueça de amar antes.....
Herta Fischer.....

Vencedor do tempo

Meu rostinho liso e bonito se foi..
marcas profundas se instalaram sem meu consentimento,
Mas, meu coração permaneceu na juventude,
que eu sempre desejei.
Não me confundi no tempo,
pois quando eu me for,
o tempo continua.
Não me confundi na esperança,
pois ela se renova
em cada instante em que de manhã eu
abro os meus olhos.
Não me confundi nos falsos amores,
pois amor se vive,
e se tiver que ir, deixe-o.
Não me confundi em fábulas diversas,
minha realidade é só minha.
Não me deixei entrar em tristeza, pois do
dia que me sorri,
me contagia.
Não me confundi no passageiro,
pois se tudo passa,
eu também passei...
Herta Fischer.

Um passo de cada vez....e a chegada é mais que certa

Preciso dizer:
- Não pode ser apenas um sonho, tem que ser real...
Sonhos se perdem, vida se vive..
Amores não se escolhe, amor acontece.
O dar certo depende de cada um, da soma de um + um.
Não se pode cobrar o que não se deve,
a construção de tijolinhos em tijolinhos
é que formam um todo.
Não adianta reclamar o que se foi,
precisamos nos firmar naquilo que chega.
Não adianta reclamar o que se perdeu,
pois só o acaso o trará de volta
ou não.
Não queira tudo, mas, viva o tudo do agora.
Pois de agora em agora é que se
escreve uma boa história.
Autora: Herta Fischer.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Amor que tudo dá

Hoje tenho tempo...Tenho todo o tempo do mundo, para pensar em mim, em nós...
Desde que despontou á minha frente esta longa estrada, é que te procuro.
Em cada esquina, em cada rosto, busco tua presença e teu sorriso.
Sei que não é fácil viver sem amor, mas, que amor eu quero?
O que realmente me bastará?
Tua presença, teu carinho, ou apenas o compromisso?
Amar é mais que presença,
amar é sonhar em conjunto dentro do sonho um do outro!
Não é só cara bonita, nem sorrisos em todo tempo,
é também lágrimas compartilhadas.
É crescer, é querer, é planejar a felicidade de estar juntos pra o que der e vier.
O amor precisa de alimento, não só de cama, de corpos, de desejos, mas também de união de almas.
Como se ama a mãe e os irmãos que mesmo não estando perto, se tornam tão presentes.
Como um imenso jardim, cultivado no inverno, onde se precisa de cuidados, para que o vento não danifique as flores.
Assim devemos viver o amor em sua totalidade, conservando a naturalidade do dever de um para com o outro.
Com a pureza de quem cuida, de quem olha com os olhos do coração, de quem aceita as divergências, de quem se nega, para que se sobressaia o outro.
Cuidar não significa sufocar, ter não significa posse, amar é cuidado, possuir sem amarras.
Dar a oportunidade de sentir ao outro, mesmo que este sentimento não nos agrade totalmente, é querer sem querer.
O amor é sublime, não inveja, não corresponde de forma egoísta, apenas se deixa levar pela forma mais suave que é sentir felicidade na felicidade do outro, é sentir prazer no prazer do outro, é sorrir ante a alegria do outro.
É sempre "o outro" antes de si mesmo, é sempre o sentimento do outro ante á seu próprio conforto.
Quem assim aprende a amar não sofre, porque se deleita no outro, como lençóis de seda sobre um corpo delicado, se estende para aquecer, ou para refrigerar.
Quem não se entrega a doçura de um amor compreensivo?
Quem não se deleita num amor sem defesa?
Portanto, quem assim ama, ama sem sofrimentos, porque não pensa na troca, pensa apenas em se dar, e ao se dar recebe a bonança do amor pleno e sem injúrias.
O caminho do amor é farto.
É felicidade de sentir felicidade em cuidar, apenas por  amar.
Ah! esse amor completo que se completa, ah! esse amor que se completa no completo.


Herta Fischer.




Total de visualizações de página