quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Anjo de promessa

Impossível acreditar que foi acaso.
Eu estava lá na hora do seu olhar.
Encantada com seu sorriso,mais
que outros tantos que já me
encantaram.
Não foi a beleza, não foi as palavras,
foi algo que já tramitava em mim,
horas antes de te ver como
parceiro.
Meu coração solitário
reconheceu seu caminho, antes mesmo
de caminhar por você.
Reconheceu em seus gestos o
amor que procurava, reconheceu
em seu rosto, um
pouco do anjo prometido.
Herta Fischer (Hertinha)

Sempre você

Muitos sonhos povoaram minha noite, até que acordei e
dei de cara com você.
Então, minhas noites se tornaram dias,
semanas
e meses e anos, e tudo que eu
consigo lembrar
é que te amo!
Não existe nada em mim que
lembre tempo, meu tempo
é o sentimento nutrido naquilo
que me deu, que ainda me dá
e que ainda me dará antes
que o dia ou a noite
te despeças de mim, ou
eu de você, levando consigo
o sonho que te colocou
dentro de mim.
Herta Fischer (Hertinha)

Mesmo que o sol não nasça

Mesmo que o sol não nasça
Pela manhã
café quentinho,
seu carinho e
uma vida inteira para 
agradecer!
É um amor que não se
acaba, mesmo que
a dor um dia chegue
e nos debulhe por dentro,
mesmo assim, o sorriso de soslaio,
o abraço com o olhar, Ah! meu querido,
isto é demais!
Herta Fischer (Hertinha)

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Limpando a vida

Cansei de carregar mágoas,
é muito pesado.
Decidi por perdoar..é
bem mais leve amor do que dor.
Sei bem que, certas pessoas doentes
de espírito tem mania de querer nos
carregar de incertezas,nos tirar do bom
caminho e fazer com que duvidemos de
tudo. Sendo assim, optei por afastar alguns.
Não procuro mais do que mereço, porém,
não aceito menos do que a verdade.
Aquele que diz amar não pode destruir sonhos,
ou olhar para quem quer que seja com desdém.
Aprendi a olhar para minha casa com gratidão, e
aos meus, com amor, sem no entanto, abdicar do
respeito mútuo. Ninguém é obrigado a gostar
do outro, no entanto, não pode deixar de lado o
dever de respeitar.
Onde não ha respeito, o caos é evidente.
Se não ha respeito também não ha amor, se não há
amor, também não vale a pena.
 Herta Fischer (Hertinha)




segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Lá é o meu lugar

Eu estou a caminho.. mais alguns passos
e chego lá..Deus desenhou cada paisagem, cada gesto onde beijo as flores..acaricio a amizade que me da, mesmo sem
nunca ter olhado em meus olhos. pois muitos que me olharam não compreenderam e me descartaram sem nunca ter me conhecido de verdade...
Bjks Emoticon heart Emoticon heart Emoticon heart
Herta Fischer.

Se é amor?

Pensei ser livre,
Pensei mesmo..
Até
me ver acorrentada
por um sentimento
desconhecido.
Se é amor?.. não sei!
Só sei que este sentimento
me inspira cuidado
mais que qualquer outra
coisa no mundo.
Herta fischer

Existindo a partir do nada

Tinha pernas e andei,
criei asas
e voei.
tinha corpo e me dei,
tinha coração
e amei.
Esporeei com fúria
a incerteza,
coloquei cabresto
na aspereza
e fui troteando
em busca de beleza.
Cerquei-me com
arames de suplicas
para me proteger
do dia ruim,
milagres de amor
enfim, foi
o que aconteceu
em mim...
Herta Fischer (Hertinha)

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Justiça seja feita...

Ontem a noite, quando o silêncio
se fez notório, sentei-me sobre uma cadeira
no quintal e me pus a olhar as flores que
estavam plantadas num vaso lá fora.
Olhei para o céu, e as estrelas quase sem brilho
me olharam de soslaio. As luzes artificiais dos postes
ofuscavam seus olhares brilhosos, mas,mesmo assim,
num sorriso quase morto, me incentivavam
a refletir.
Pensei em Deus. pensei em tudo.
Em como as coisas acontecem, em como os
sonhos se desfazem, em como os acasos nos
assustam, em como, as vezes, minha fé me parece
vã.
Pensei nas crianças, em especial, pensei em uma.
Nasceu num barraco, tinha uma mãe que se drogava, um
padrasto que não a amava, e no último dia do ano, a mãe sumiu,
e o padrasto a matou porque chorava.
Colocou o seu corpinho já livre da alma, num buraco que abriu
ali mesmo em seu quintal,
Não é a historia em si que me indignou, pois
é igual a tantas outras, que são ignoradas neste mundo.
Ai, então, eu fico chocada e me vem aquela pergunta: Até quando?
Somos como qualquer outro vivente, como essas flores que planto
num vaso, que convive uma ao lado da outra sem reclamar, mesmo
quando compartilham alguns fungos, mesmo assim, ficam ali, inertes,
a espera do dia D.
Nós ainda temos voz, podemos gritar, podemos revindicar melhorias, podemos
exigir justiça..Mas, será que nos ouvem?
Ou somos como aquela criança, que, deveras, confia. Que morre sem entender
por quê?
Porque é tão demorada a justiça, será que agora compreendeu-se a venda em seus olhos,
tornando-á totalmente cega?
Onde estão aqueles que deveriam cuidar, que tão desleixadamente fazem criaturas, para largá-las
sem o menor pudor, como se fossem nada?
A algum tempo atrás, os homens tinham orgulho da honestidade, agora sentem orgulho
porque perderam a vergonha.
Fazem coisas horríveis e ainda sorriem como se fossem heróis, como se a falta da hombridade
os fizessem melhores e mais bem quistos pela sociedade.
Quando e onde nos perdemos?
Falta de vara, talvez!
Ou o mundo se mostra exatamente como é, sem Deus?
Ontem eu conversei com Ele, mas só eu falei, não obtive resposta. Mas, nem precisava, já a
tenho a algum tempo.
Deus não está mais entre nós. Ele se afastou de tal modo, que novamente,  voltamos a viver como os animais.
Cada um a seu bel prazer. fazendo de tudo para estar bem, enquanto os bons meninos morrem, os maus se proliferam como ervas daninhas em nossos quintais e ruas.
Estamos encarcerados num mundo cujo valor são os dos espertinhos.
Voltamos ao tempo do olho por olho, embora muito se fale em amor.
As ruas se tornaram palcos de guerras entre o mal e o bem, sem que haja um meio de diferenciá-lo?
Nos tornamos reféns do medo e do desespero, e  não há mais em quem confiar.
Saímos de casa para trabalhar ou para passear e não sabemos se voltamos, Tudo está fora de lugar,
até mesmo as duvidas agora são outras.
Pensei em tudo isto e cheguei a uma conclusão: de que não é Deus que se afastou de nós. É nós que nos afastamos d'Ele, quando queremos subir nossos degraus derrubando os outros que estão subindo, Até mesmo os familiares estão se distanciando, ora, por inveja, ora, por descaso e falta de amor.
Assim, estamos todos morrendo num mundo gigantesco de violência entre o descaramento e o mau-caratismo de muitos.
Diante deste triste quadro humano, muitas vezes, nos sentimos fracos até mesmo no que diz respeito a nossa fé.
Viver em meio a tanta mentira, faz com que, deixemos a nossa essência de bem um tanto abalada, a ponto de desacreditar de Deus, como já vem acontecendo com várias pessoas.
Eu ainda penso que se Deus não existisse, o mal ficaria impune...Então, prefiro acreditar que sim...
Herta Fischer  (hertinha)














terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Querer não é poder...:)

Pois é!
Dias e dias, tentando escrever,
rabiscos apenas.
Parecia que minhas mãos eram de cera.
nuvens acariciando o céu,  e o sol
amando a terra, e eu só
queria colocar todos os registros
no papel.
Hoje eu até brinco com as palavras,
quão difícil é expressar.
Nunca consigo falar do que penso, mais
escrevo memórias e falo
realmente o que quero.
Talvez, pela mania que eu tenho de
querer, querer escrever versos magníficos,
e expressivos,
iguais aos que leio.
Mas só consigo mesmo
falar do que eu sinto, mais ou menos,
Não consigo por pra fora o que me vai
na alma, por ainda ser criança
no aprendizado. Acho que nunca
vou crescer.
Tantos anos e pouco aprendo, só
nos alfabetos dos sonhos, eu sou
grande. No resto, é só vaidade
pura....de quem quer, quer muito,
e muito pouco consegue.

Herta Fischer        (hertinha)


Tempo fugaz

Já vivi dias na correria, quando
queria vencer o relógio.
E me vi fazendo mais coisas,
menos bem feita,
E o tempo?
Ah, esse não mudava. Era sempre o
mesmo: doze horas por dia, Sendo que nove,
quase sempre desperdiçamos, comendo
com os olhos, a comida que os
outros comem com a boca.
Eu posso parar. O tempo continua,
Eu posso correr, o tempo, não.
Ele continua em seu traço, mesmo
que eu cruze os braços.
Dia e noite, noite e dia, tudo igual,
Mesmo que me sugue, mesmo
que me acabe, é só viver e pronto,
nunca irá me socorrer.
Tudo que vive, vive em seu tempo,
Todo o tempo é para os vivos.
depois que o tempo se acaba e
não haver mais tempo, o tempo,
mesmo assim, continua para
alguém.
Como um nascer constante em favor
da vida, e a vida contida no tempo
não é para sempre.
Por um tempo se lembra
e no decorrer do tempo também
se esquece.

Herta Fischer  (Hertinha)


domingo, 17 de janeiro de 2016

Frases e pensamentos

É só fazer de conta que fazemos parte de um conto, o
que ainda não sou, eu invento....e ponto!
Hertinha

Deixamos a vida desconhecendo o conhecimento, numa fração de segundo já não somos e de nós ninguém mais tem noticias, e de tudo que vivemos sobram as sobras de uma lembrança apagada... que de tão pouco vão se transformando em nada na memória dos que juntos conosco viveram...
Autora: Herta Fischer.. direitos reservados



Deus só não houve nossa prece se para Ele nosso destino já estiver traçado...
Herta Fischer.

Se alguém diz que ama e não respeita... então amigo(a)... me desculpe a franqueza...
"Nunca conheceu a verdadeira essência do amor"
Amor sendo só sentimento não tem valor... Amor é bom comportamento!
Herta Fischer

"Eu não queria me perder
ao te perder.. mas,
deixou minha estrada toda
imperfeita pelas cicatrizes.
A partir dai, não
achei mais caminho..
Herta Fischer (Hertinha)

Até que a brisa seque

Até que a brisa seque....
A vida que se esvai
como brisa seca ao sair o sol.
pouco dá, muito tira, o sabor na boca
é só por alguns instantes
quando ainda ha o que saborear.
Vou secando como rosa já
desfeita, inerte e já sem perfume,
Deita em terra sua inocência, descobrindo
que viveu em vão.
Ao cabo da esperança deposita em sua
corola um pouco de seu coração, que
já consumido a sua doce essência
que não cansa de renascer.
Vou sumindo aos poucos como
quem já existiu e não
tem mais o que se dar,
pois na poção seca se desfez
por querer ficar e não merecer...
Herta Fischer (Hertinha)

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Sou pó

Eu passei a ver a terra fora do mundo,  sobre a perspectiva
de mim,  vi tanta beleza.
Se eu sou pó... sou meio que terra também. se sou
terra e não sou mundo, então, o mundo da ilusão
que vejo no homem me empobrece a ponto de não reconhecê-lo
como bom.. mas se vejo a terra como homem e o homem fazendo parte dela como um todo, então tudo
me parece muito simples..o bom precisa do ruim e o ruim precisa do bom. até que a plena justiça se cumpra tanto para um, quanto para outro...
Herta Fischer.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Planos que a fé realiza

Não aceitar o nosso papel no mundo é que é tenso!
Cada etapa da minha vida foi incrível.. aos 10, 20,30,40,
50 anos,e se preparando para avançar nos 60.. foi o melhor aprendizado que alguém já pode ter.. e até que o tempo oportuno
se desenrole, ainda terei forças para enfrentar a minha caminhada de olho no que vem depois...Eu não sonho... boto
minha fé para realizar...
Herta Fischer.

Em paz

Venha! Chegue-se!
O céu se abre..
A terra tem seus
encantos, mas o
céu dentro de nós tem
valor inestimável....
Não pode existir jardins onde
não se planta flores...
Nunca permita que os comuns
sufoquem os especiais.
Não creia na perseguição, na
presunção, no descarte de alguns.
A aurora se faz pela manhã, espantando
qualquer resquícios de escuridão.
Não podemos ver sem que antes não
se abram os nossos olhos para o verdadeiro
sentido de tudo que foi criado.
Alguns, não importa a cor ou a raça,
alguns foram criados para desonra.
A nós, compete a crença de que
no final haverá justiça, tanto
para o que foi, quanto para
o que ficou..
Seguimos rumo ao bem que nos
espera em cada movimento do
relógio de nosso dia. Que seja na paz...
Herta Fischer (Hertinha)

Julgamento final

Quisera eu, desacorrentar o mundo de
suas tradições, para colocá-lo frente
d'ele mesmo.
Diz um provérbio:  Muitos dormem
em seus preconceitos e idéias pré-concebidas.
Ainda não aproveitamos a escrita como se deve,
ficamos focados em histórias mentirosas, para
amenizar as dores da perda.
Temos tanto medo de morrer e nos entregamos
a uma falsa fantasia de viver, como se o cuidado
com a aparência nos impedisse de envelhecer.
Não podemos virar reféns de falsos conselhos,
nem de enfatizar na mente a culpa pelos erros alheios.
Somos responsáveis pelas nossas ações, e não devemos
 de forma alguma nos amedrontar com os fantasmas
do mal que se instala frequentemente neste mundo.
De quando em quando o mal aparece para nos tirar do prumo,
querendo colocar  abaixo a construção de nossa fé, nos faz medrosos
sem confiança em Deus.
Como se muita coisa dependesse de nós.
Não, não depende.
Demorei para entender que se eu não depuser toda confiança
no criador, eu não conseguirei viver bem. Vou manchar minhas idéias
com os ideais alheios, vou procurar satisfação mais que amor.
Pois quanto mais me afasto da verdadeira fé, mais me entrego as fantasias
criadas pelo mundo, achando-me merecedor de coisas boas, e quando
as coisas não saem bem como eu desejo, passo a duvidar de tudo.
Passo a duvidar de mim e dos outros, e me coloco num ideal falso de mim mesma,
achando-me mais que os outros, falando mal daquilo que não entendo.
Por exemplo: Se eu estiver com uma outra pessoa em algum lugar, e
a outra sofrer algum acidente, e eu sair ilesa, eu vou logo
pensar em milagre. Mas porque o milagre aconteceria só para mim?
Seria leal pensar assim?
E o outro, não significa nada?
Imagine como Jó se sentiu ao perder toda a sua família de uma vez só,
como deve ter sofrido a se imaginar esquecido por Deus, enquanto seus "amigos"
duvidavam de sua fé?
Ele questionava o dia do seu nascimento e se corroía por dentro, e os
"amigos" lhe pediam paciência.
No entanto, era Jó a ser testado, não eles, pois se fossem eles, com certeza, não
ficariam tão confiantes.
Então, vem a minha mente a ideia do teste, quantos são os reprovados?
Pois a gente se liga no que se acaba, e esquece o que permanece. Não
podemos esquecer dos outros, daqueles que caminham ao nosso lado, muitas
vezes sem rumo, sem nenhuma ideia do que será, como cavalos selvagens
em seus pastos, acorrentados e humilhados pelo chicote de juízes corruptos.
Quantas vezes eu me deparei com a seguinte frase: Nossa! como foi acontecer
isto com ele, ele frequentava a igreja?
Como se a igreja fosse o escudo, e não Cristo!
Fazem de um templo, igreja, e do homem, um anjo.
Vivem a se benzer achando que o benzimentos os livra do mal, acreditando mais
nas obras humanas, do que nos feitos e promessas de Deus.
Viver e ter fé não é isso.
Viver é igual para todo mundo, e ter fé é estar firme nas promessas de vida eterna mesmo
estando a beira da morte.
Cristo serviu de espetáculo aos seus algozes, feriram-no só para dar ênfase a suas próprias loucuras, Homens maus deram provas do seu poder, um poder ilusório, que precisava destruir para se satisfazer. Quando porém, certificados foram de que Cristo havia ressuscitado, tentaram encobrir
o feito, inventando uma mentira, dizendo que o corpo foi roubado do túmulo, pois tudo o que o poder
sustenta é a mentira.
E nós não somos diferentes, encobrimos nossas maldades e ainda nos fazemos passar por santos.
Venhamos e convenhamos; Se não fosse pela promessa de Deus e por meio de Sua imensa misericórdia... todo poder já estaria destruído a muito tempo, e nós, junto com ele.
Se ainda existimos
é porque Deus nos da a chance de crer, e  folgar em sua promessa.Até que passados pela primeira morte, venha-se a vitoria de vida eterna como premio, e assim veremos todo o mal que nos amedrontou sendo julgados como esperamos.
Herta Fischer (Hertinha)











segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Silêncio!...sol descansando

Embora nublado
o dia amanheceu em festa.
Confetes aguados jogados
no telhado, ventos dançantes
levando ao delírio a cortina
da sala.
Lá fora a esperança se abre
em lugar do sol
que precisa de descanso
e um doce manto anuviado
cobre-o para dormir.
Pequenos pássaros
enchem o ar
de melodia, agradecidos
pelo frescor que a chuva
traz, até que outro dia
desperte mais uma vez,
tão feliz como é
de costume,
por ter dado de presente
ao sol, um
belo momento de
descanso.
Herta Fischer (Hertinha)

Total de visualizações de página