sábado, 29 de outubro de 2011

Injustiça Social



É muito bom falar de coisas boas, das estrelas que brilham, das cachoeiras, do mar e de tudo que nossos olhos podem apreciar.
Mas é preciso falar das coisas feias que acontecem em nosso mundo, que nos entristece.
Das crianças que vivem pelas ruas, sem teto e sem direção.
Das pessoas que enganam facilmente os menos esclarecidos, tecendo na surdina um meio de se dar bem.
Das leis fracas deste mundo que são desleais para com os inocentes, e trabalham em favor dos culpados.
Dos nossos lares que transformaram-se em cadeias, e os que deveriam estar na cadeia estão nas ruas aterrorizando as pessoas de bem.
Dos altos impostos que o povo paga e não tem retorno. Dos hospitais lotados e muita gente morrendo como indigentes sem valor
Das pessoas que acham que são melhores que as outras, que usam de violência inspirado em covardia.
Da pátria que esquece seu povo para tratar de assuntos internacionais que não lhe dizem respeito.
Das ruas superlotadas de carros, e a indústria de carros querendo vender mais.
Do dinheiro que sai do bolso do povo que muitas vezes nem tem o que comer e vai parar nos bolsos dos corruptos.
Do homem que precisa trabalhar, e que por falta de estudo dizem que não tem qualificação.
Do jovem que para garantir seu futuro precisa de experiência, como ter experiência se não lhe derem oportunidades para aprender.
Do idoso que apesar de aposentado, ainda tem que trabalhar para complementar o seu salário.
Da constituição que foi esquecida, da dor de quem precisa, da falta de atendimento, do descaramento político, da falta de amor, do mundo esquecido e tão sofrido que busca consolo todo dia, acreditando num mundo melhor!
Assim não dá para ser feliz!
Todo o mal escancarado entre a loucura e a lucidez de quem paga o preço,
De boca fechada, cospe pra dentro, a saliva do silêncio
Come o pão do esquecimento, o lamento é seu sustento,
Na dor que não tem fim, do suor que é tudo em si
Da compreensão que nunca foi
companheira do sonhador.
Do sonho de quem sonhou
Do preço alto que pagou
E nunca se realizou!


Autora:  Herta Fischer                         direitos reservados

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Eu só quero ser eu!



Eu vivo simplesmente por viver
Uma condição de aprendiz
Mas pensam que minha cabeça é oca
Que não quero nada com nada
Que é só se divertir
Eu quero mais do que isso
Não só trabalho, não só estudo
Quero também me divertir
Vestir a roupa que gosto
namorar de vez em quando
Jogar bola, correr no campo
Quero mesmo é ser feliz
Tudo o que sou é tudo o que tenho
Brinco na orelha, cabelos compridos
Não quer dizer que sou mal
Tenho sempre o dever cumprido
E sou cheio de moral
Não falo mal de ninguém
Nem acho que sou o tal
Eu só quero nesta vida
Ser  autêntico e original


Autora: Herta Fischer               direitos reservados

Hoje

Hoje eu queria saber de onde vem tanta intolerância?
De onde vem tanta cobrança?
De onde vem tanta ganância?
De onde vem tanta arrogância?
Se todos iremos para o mesmo lugar!
Se todos temos contas a pagar!
Se o que queremos é alguém para amar!
É sorrir pra não chorar!
Não posso compreender o acaso.
Nem tão pouco o descaso
Do que quero que é tão pouco.
Do muito que me é negado
Se me dou não é suficiente
Se não dou sou deficiente
Então não entendo essa vida
Nem o que querem de mim
Me digam por  favor
A razão de me tratarem assim
Feito objeto inanimado
como um anão de jardim
Não fui tão bem talhado
Nem por mãos hábeis esculpido
Do estado bruto nascido
E também fui escolhido
Pra ser uma carta do baralho
Não sou um corpo sem mente
Tenho desejos e vontades
Não pode por sua vaidade
Amarrar com fios as minhas mãos
Me arrastando simplesmente
Como um boneco sem noção
Dentro desta carcaça descartável
Também bate um coração!

Autora: Herta Fischer            direitos reservados

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Está faltando amor verdadeiro

''Está faltando amor verdadeiro"
Atualmente neste planeta, o amor está confuso.
Amar não é sentimento de posse, nem sentimento negativo.
Amar não é eu!
Se alguém lhe diz: eu te amo
O outro responde: Eu também!
( Eu também me amo)
O ego é uma praga que contamina o mundo, é uma planta que precisa ser exterminada pela raiz.
Reagindo contra nós mesmos é a solução.
A gente sempre pensa: Cada macaco no seu galho!
Não é assim;
Nós nascemos e crescemos para compartilhar, e como é bom respeitar as diversidades, É com elas que aprendemos a gostar de tudo e compreender melhor nossas escolhas.
Já imaginou se todos gostassem das mesmas coisas. Que tédio!
Se todos apreciassem as mesmas cores, desejassem os mesmos amores. Que desperdício!
Que seria da Rita, da Joana, se todos  escolhessem as Marias?
Que seria do mecânico, se ele não ensinasse seu oficio a outros?
Ficaria louco diante de tantos carros para consertar!
Estamos diante de um quebra cabeça e todas as peças precisam se encaixar,
Como encaixar essas peças?
Ordem!
Sem ordem não há progresso!
O amor é arma contra todos os males.
Não devemos ver o amor como objeto sexual. O amor não é isso!
Não confunda amor com paixão, uma coisa não tem nada a ver com outra.
Sexo é para reprodução. Amor é compaixão!
Se amarmos verdadeiramente nossos semelhantes, nunca lhe faremos mal,
Jamais destruiríamos nosso planeta, pois é nele que vivemos.
Não poluiríamos nossos rios, porque água é vida, sem água a morte é certa. Nós não somos assassinos.
Não jogaríamos lixos na rua, pois o lixo traz doenças, e o amor verdadeiro jamais condena.
Não negaríamos emprego  a quem quer que seja, mesmo aquele que não tem estudos precisa comer.
Tanto os símplices, quanto os astutos precisam sobreviver.
O estudo é bom para adquirir conhecimento, mas a inteligência é um dom.
Igualdade e oportunidades para todos é a conscientização e  a realização do amor pleno e verdadeiro!

Autora: Herta Fischer

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Rosas



Meu jardim florido, na maioria....rosas
Rosas amarelas, rosas brancas, rosas vermelhas. rosas cor de rosas.
Colirio para os olhos!
Quando a chuva abundante cai sobre o jardim, enche-se de vida.
Minhas rosas parecem sorrir, amorosas e sinceras.
A queridinha dos pintores. Assim como a lua e as estrelas,
são tidas como enlace de amor, de amizade, de carinho.
Rosas de hiroshima...Lembrança de uma tragédia sem igual
Rosas de igreja, lembrança do amor perpetuando
Objeto de arte, de vida, de coragem.
Entre todas as flores é a mais bela
Tão doce que se fez cançâo!
Tão delicada, que os amantes se embriagam com seu perfume
Sobre o leito, cheirando carinho
Sobre tapetes, traçando caminhos
Sobre o ar, o vento beija suas pétalas
Deitando-se ao chão é deliciosa a visão!
Rosas, rosinhas. ainda em botão
Singela carícia do meu coração!

Autora: herta Fischer

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Falta de humildade

Quando olhares para tuas mãos e concluíres que estão limpas, por usares outras calejadas e sujas.
Quando olhares para teus bens e chegares a conclusão, que teve boa vida e alegrias, ás custas do sofrimento e dores alheias.
Quando olhares teus favores, seu jardim cheio de flores, e constatar que nunca derramastes nem uma gota de água sobre elas.
Se comes e bebes, veste-se bem, e alguém que tu desprezas promove seu bem estar.
Quando olhares dentro do teu coração e chegares a conclusão, que vivestes uma vida de ilusão.
Tirando do pobre o direito de comer seu pão, Ao invés de tratá-lo como rei, tratou-o feito cão.
Chegando já o seu último dia, quando seu dinheiro já não for mais solução.
Terá vontade de voltar o tempo para pedir perdão, mas não será mais possível, restará apenas as lágrimas da solidão que te acompanhará  naquele vale para onde todos irão!
Autoria: Herta Fischer

Total de visualizações de página