quinta-feira, 8 de junho de 2017

O agora é eterno

Nada é mais duvidoso que
o dia seguinte,
parece um menino peralta,
pregando peça na  alma gente.
Só confio na hora exata,
quando sou completamente capaz de
sentir que ainda vivo, que
ainda faço parte do momento.
De resto não tenho esperança.
O agora é meu amigo,
no agora confio, só do
agora, me lembro,
só o agora me reflete.
O passado se foi, o futuro ainda
não veio, portanto, o que me
consola é ver o tempo brotando
á minha frente como um
botão virando flor, mas, ainda
não sabendo em que tempo se findará.
Hertinha (Herta Fischer)