quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Viver tem seu preço

A vida é uma frenética
mesmice.
Um eterno chegar
e sair.
acordar e dormir.
toda vaidade tem um preço.
Tem gente que gosta de cultivar em
si muitos desejos, é para isso
que se trabalha.
Mas, se os desejos não condizem
com o seu orçamento,
é dor de cabeça na certa!
Por isso muitos se matam.
Aprendi desde cedo a me "amarrar"
com uma corda bem forte de
entendimento, para que não corra o risco de
me perder na vaidade estrema.
Pois vaidade que se preza, não
gosta de sossego.
E quem dela gosta, não vive muito.
Herta Fischer  (hertinha)