quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Hoje

A tristeza dorme no cemitério,
onde os vivos
não podem ter comunhão.
não podemos entrar
onde não nos é permitido.
A vida continua sua
obra maravilhosa
e é só olhar com
mais atenção.
Onde o amor brota,
não cresce tristezas...

Vamos poetizar...
que tudo se torna mais leve.
O dia nos cobra tanta coisa,
que, se não construirmos
um castelo poético de amor
no coração, o dia
se esvazia de nós..
(Hertinha)