sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Amo amar, por isso te compreendo


Eu gosto de olhar,
de olhar para o outro, como
se olhasse para mim mesma.
Gosto da diversidade
das cores dos olhos, dos
muitos sorrisos
fartos nas tantas bocas
que se desenham em
alegrias.
Eu me importo, quando
tu choras, por qual motivo
seja, compreendo-te.
Pouco importa se te
desconheço por fora,
mas sei bem o que
vai ai dentro, quando
perco também choro, quando ganho
também me alegro, gosto
de ser réplica de sentimentos,
pois assim me coloco
ao dispor de todos
como uma fagulha de amor acesa...
(Hertinha)